Forum destinado para auxiliar o blog www.dicasdevoo.blogspot.com
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Tutorial Balanceamento de Combustível B747-400 PMDG

Ir em baixo 
AutorMensagem
Joao Paulo
Admin
avatar

Mensagens : 72
Pontos : 138
Data de inscrição : 28/04/2010
Idade : 24
Localização : Fortaleza

MensagemAssunto: Tutorial Balanceamento de Combustível B747-400 PMDG   4/5/2010, 09:08

O balancemanto é todo um trabalho manual de prestar atenção nos tanques do 744. Para tal, você trabalha de olho no EICAS/Fuel e nos controles do overhead. Na Fig.1 abaixo você vê a co-relação entre os controles de combustível no overhead e os tanques no EICAS/Fuel:

O B744 tem cinco tanques principais que se subdividem em 16 subtanques (cada um com seus controles de alimentação):

* O tanque 1 é controlado pelos controles 1/2 acima
* O tanque 2 é controlado pelos controles 3/4/5/6 acima
* O tanque central é controlado pelos controles 7/8/9/10 acima
* O tanque 3 é controlado pelos controles 11/12/13/14 acima
* O tanque 4 é controlado pelos controles 15/16 acima

Além disso, existem quatro válvulas, que unem ou separão a alimentação entre os tanques e motores:

* A válvula “A” acima pode isolar o tanque 1 inteiro (subtanques 1/2) dos demais.
* A válvula “B” acima pode isolar os subtanques 5/6 (parte do tanque 2) dos demais.
* A válvula “C” acima pode isolar os subtanques 11/12 (parte do tanque 3) dos demais.
* A válvula “D” acima pode isolar o tanque 4 inteiro (subtanques 15/16) dos demais.

Geralmente nunca se mexe nas válvulas B e C (elas devem estar sempre abertas e portal têm uma capa protetora no overhead), a não ser que haja algum desbalaciamento sério (ex: vazamento de combustível de um dos tanques).

Cada tanque tem capacidade de armazenar diferentes quantidades de combustível. O tanque central é o maior de todos (capacidade de até 115mil lb), seguido dos tanques 2 e 3 (84mil lb cada), e dos 1 e 4 (30mil lb cada). Existem ainda dois tanques reservas menores (“Res 2″ e “Res 3″), que alimentam automaticamente os tanques 2 e 3 respectivamente. Você não precisa se preoculpar com eles durante o vôo, pois no caso deles é tudo automático.

O sistema de alimentação do B744 faz com que os 4 motores sejam automaticamente alimentados inicialmente pelo tanque central; em seguida pelos tanques 2 e 3, e por fim pelos 1 e 4. Isso ocorre automaticamente mesmo com todas as válvulas e controles de alimentação acionados. Como é inicialmente o tanque central que alimenta os quatro motores, o combustivel dele vai uma hora acabar… Neste momento vc deve desligar seus controles de alimentação (7/8/9/10), já que ele ficará vazio e eles não se desligam automático (um sobra mínima no central pode restar, não se preocule). O B744 alerta o piloto do momento certo através do sistama de warning no painel.

Após o tanque central vazio e seus controles de alimentação desligados, o B744 começa a alimentar os quatro motores com o combustível dos tanques 2 e 3 simultaneamente. Nesta hora, geralmente o B744 tranfere qualquer eventual sobra mínima do tanque central para o tanque 2, o que pode desbalancear um pouco o 2 do 3. Se isso ocorrer (quase sempre), vc pode desligar os controles de alimentação do tanque 3 (11/12/13/14) para que o tanque 2 alimente sozinho os 4 motores, até que a quantidade de combustível do tanque 2 seja iqual a do 3. Uma vez iguais, deixa os controles tanto do 2 como do 3 acionados. A Fig.2 mostra o tanque central vazio e desligado:

Chega uma hora que os tanques 2 e 3 vão igualar as suas quantidades de combustível com as dos taques 1 e 4 (os menores). Nesta hora, você deve acionar o modo Tank to Engine, onde cada motor fica com um tanque exclusivo, uma vez que cada um tem mesma quantidade de combustível do outro. O sistema de warning no painel vai te avisar quando esse momento chegar também. Para acionar esse modo Tank/Eng, você deve fechar as válvulas “A” e “D”, isolando os tanques, cada um para um motor. Não é necessário fechar as válvulas “B” e “C” não, por definição do manual da ave, uma vez que os subtanques 3/4 e 13/14 (Fig.1) não são ligados diretamente aos motores 2 e 3. A Fig.3 mostra o modo Tank/Eng. Caso você não faça isso, os tanques 2 e 3 continuaram a limentar os quatro motores, até a hora que eles ficarão vazios, como o central, e os tanques 1 e 4 assumem a alimentação final. O problema, se isso ocorrer, é que o peso dos combustível vai ficar demasiadamente concentrado nas extremidades das duas asas, e que pode veir a afetar o vôo do pássaro.

É justamente durante o modo Tank to Engine que você tem maior segurança de pouso, uma vez que o peso está bem distribuído.

E se tiver vazamento, perca de motor, ou coisa do gênero? Aí você vai ter que usar a sua habilidade de brincar com as válvulas e os controles de alimentação para isolar o problema ou para rebalancear o que for necessário Wink

É importante frizar que o processo é lento e toma tempo. Quanso se fecha uma válvula, para gastar mais combustível de um tanque específico, pode demorar alguns minutos até que vc perceba a diferença. Faz uns testes off-line com tempo acelerado que vc perceberá melhor a mudança, para depois, no tempo real e on-line, vc ter segurança do que tá acontecendo, mesmo sendo lento.

No geral, isso ajuda com que as etapas de cruzeiro durante os seus long hauls fiquem mais ativas Wink , já que não dá pra descuidar dos tanques… Smile

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.dicasdevoo.blogspot.com
 
Tutorial Balanceamento de Combustível B747-400 PMDG
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Tutorial Escudo (Formato redondo)
» TUTORIAL DO MYPET
» Tutorial Bug Cupon - DDTANK PIRATA
» [Guia] Mega tutorial de como fazer um bom tutorial
» Processo ganho contra a Sony (PS4 importado - tutorial)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Area para pilotos :: Treinamentos para pilotos-
Ir para: